Excelência na produção de resinas

A Renner Sayerlack oferece as melhores soluções para o mercado de tintas e vernizes para madeira. Para isso, adota um rigoroso controle de qualidade de suas matérias-primas, sintetizando e produzindo quase que todas as resinas utilizadas em sua produção.

Essa estratégia é muito importante, pois garante a confiabilidade e fidelidade das fórmulas utilizadas nos processos fabris da empresa. E quem está por trás dessa missão é o Setor de Produção de Resinas, liderado por Sérgio Nogueira. Com uma equipe de 23 colaboradores, a área garante o atendimento das demandas dos clientes internos e externos.

“Sabemos da necessidade de ter um setor produtivo, organizado, seguindo as normas do programa 5S e respeitando o meio ambiente. Também entendemos a importância de inovar. Constantemente aparecem novas resinas e processos e por isso estamos sempre acompanhando essas evoluções para atender com confiabilidade o mercado”, conta Nogueira.

Outra questão importante para o supervisor é o trabalho em equipe e o desenvolvimento profissional dos integrantes da área, que ele sempre incentiva. “É uma satisfação ver o comprometimento dos colaboradores com o dia a dia das atividades. Isso se dá principalmente por eles entenderem a importância do nosso trabalho na cadeia industrial, bem como no sucesso da empresa”, conclui ele.

Equipe – em pé a partir da esquerda: Rogêrio A. Costa, Kleber V. dos Santos, Carlilson de M. Oliveira, Clederson Augusto de Oliveira, Ricardo Maciel, José Amaral, Everson P. Costa, Valter Ap. Machado, José Valdeir R. Eloi, Francisco Antonio da S. Neves, Luciano A. da Silva, José Marcos da S. Santos, Jonifeer C. dos Santos e Sergio Nogueira. Agachados, a partir da esquerda: Endreos Romano, Edson Luiz J. do Nascimento, Marco Aurélio S. dos Anjos, José Carlos R. da Silva, Ronaldo Luiz Rocha, Flauberto F. de Lima, Anderson R. da Silva, Diego P. Batista e Edson Fernando Mussi.

Especialistas em tecnologia da informação

Nosso time de TI: a partir da esquerda, José Vagner Silva Souza, Maylon Marques Euflausino, Juliano de Souza, Joice Candido da Silva Santos, Antonio Carlos Malavasi Filho e Camila Rodrigues Natal Gaia

Com a pandemia, as empresas tiveram que acelerar o processo de transformação digital, o que exigiu muito empenho e dedicação das áreas de Tecnologia da Informação (TI). E aqui na Renner Sayerlack não foi diferente. Nosso departamento de TI foi bastante demandado nesse período e, com excelência, vencemos todos desafios.

Há 24 anos, Juliano de Souza começou como estagiário no setor. Hoje, supervisiona uma equipe de cinco colaboradores dedicados a garantir que as rotinas e processos da empresa continuem em pleno funcionamento, independentemente de qualquer situação.

“Viabilizamos aos nossos clientes internos e externos informações precisas e respostas rápidas. Dessa forma, acreditamos que nossos serviços e produtos transformam as necessidades dos clientes em resultados efetivos e satisfação garantida”, diz.

Com funções bastante diversificadas, que vão desde a troca de um ramal telefônico ou um computador até a implantação de todos os sistemas de gestão da empresa, a área de TI é fundamental para que toda a estrutura funcione e a empresa alcance seus objetivos técnicos e comerciais.

Em seu dia a dia, Juliano acaba tendo contato com colaboradores de todas as áreas, e é exatamente isso que ele mais valoriza. “A diversidade de conhecimentos e possibilidades de atuação que as interações com os colaboradores e setores nos proporcionam é muito interessante, pois gera um processo empático em que podemos, por alguns momentos, sermos químicos, vendedores, faturistas, coloristas ou qualquer outra função existente na empresa”, conclui.

Especialistas em qualidade

A equipe do LCQ, a partir da esquerda: José Donizetti Simões ,Wanderson Alexandre Pinardi ,
Valmir Rogério Machado, Evair Gilvani Bolonhese, Marcelo Evangelista, Eduardo Augusto Benedito,
Anderson Teixeira da Silva e Marcelo Valli

Antes de nossos produtos serem envasados e seguirem para os clientes, eles passam pelo crivo do nosso Laboratório de Controle de Qualidade – LCQ, liderado pelo supervisor Marcelo Valli, que está na empresa há 30 anos. Ele explica o trabalho desenvolvido pela área: “Todos os lotes produzidos na Renner Sayerlack passam pelo LCQ para verificação de suas características. Cada produto tem testes específicos, mas no geral somos responsáveis por verificar a viscosidade, aspecto, brilho e cobertura, secagem e lixamento, além de também analisarmos os produtos no caso de uma reclamação técnica”.

Para realizar com excelência essas atividades, Marcelo conta com a experiência e conhecimento de mais sete profissionais, responsáveis por fazer com que cada lote produzido na empresa chegue ao mercado dentro das características determinadas, com qualidade e confiabilidade, o que tem uma participação direta na construção da fidelidade dos clientes.

Marcelo adora o que faz e garante que interagir com outros setores torna sua rotina ainda mais especial: “O dinamismo do dia a dia, a interação entre os setores e o aprendizado constante, já que temos que conhecer um pouco de cada família de produtos da empresa, é muito importante para trabalharmos sempre em busca dos melhores resultados”.

Especialistas em Manutenção

Numa operação fabril, os equipamentos devem estar em pleno funcionamento para manter a produção fluindo. Por trás dessa importante “missão” está nosso setor de Manutenção, que atua de forma preventiva.

Supervisor de Manutenção na Renner Sayerlack, Silas Aparecido Scandolera lidera nove profissionais e um aprendiz que atuam em equipe para garantir o bom funcionamento dos equipamentos, evitando paradas que comprometam a produtividade e a segurança das operações ou que causem danos ao meio ambiente. “Além de trabalhar em possíveis correções, estamos sempre inovando e desenvolvendo dispositivos para facilitar as atividades do dia a dia, acompanhando a evolução dos equipamentos e as novas formas de comunicação e interação”, conta Silas, que tem 38 anos de empresa e está sempre incentivando seu time a desenvolver novas habilidades.

Todo esse comprometimento se reflete no atendimento dos prazos de entrega dos produtos, na padronização da fábrica e, consequentemente, na qualidade dos produtos acabados. “Minha maior satisfação pessoal é ver o envolvimento e o desenvolvimento do pessoal da Manutenção, principalmente quando existe a possibilidade de implantar novas tecnologias e trabalhar em melhorias contínuas, que certamente impactam os resultados da empresa”, conclui Silas.

Minifábrica

Em pé, a partir da esquerda: Arlindo Silva dos Santos, Alixandre Silva Ferreira, Daniel Aparecido Pedroso, Erlan Silva Ferreira, Emerson Marcelino Marque e Fernando da Silva Carvalho. Abaixados, a partir da esquerda: José Edilson Silva dos Santos, José Fagno Ferreira de Lima e Jeferson Silva dos Santos

O sucesso de toda empresa depende da sinergia e interação entre as áreas e pessoas, que, juntas, devem funcionar como uma verdadeira orquestra para alcançar os melhores resultados.

É assim que funciona a Minifábrica, setor criado para atender a demanda dos clientes menores. A área é responsável por todo o processo de fabricação de produtos de 1 a 100 litros, sendo que produtos com até 40 litros são envasados lá mesmo.

À frente do setor está Erlan Silva Ferreira, líder de produção, que, juntamente com outros oito colaboradores, atende os pedidos menores sem abrir mão de agilidade e qualidade. A Minifábrica atua diretamente com outras áreas – SAM, LCQ, LCQ-COR, SPTV Transporte – e Erlan acredita que a boa relação entre os departamentos é o que permite à empresa alcançar suas metas e objetivos, garantindo que todo cliente, independentemente de seu tamanho ou pedido, receba um atendimento de excelência: “A reunião de talentos, habilidades e características diferentes permite chegarmos juntos ao objetivo final, que é a satisfação de nosso cliente”.

“Nosso desempenho com muita dedicação e assertividade é o que impacta positivamente a entrega dos nossos produtos, com os resultados esperados pela organização e alta produtividade”, conclui Erlan.